quinta-feira, julho 20, 2006

Gratidão humana

Lamento não ter conseguido postar com mais regularidade como eu gostaria. De certa forma, enquadra-se dentro do que foi prometido lá na abertura de meu blog... Não posso prometer que seja regular. Hoje posso dizer que trabalhei bastante, as coisas entrando num ritmo, estou saindo daquela fase de funcionário novo. Passei já a ter certas liberdades e conseguir respostas que não conseguia antes, e isso era muito necessário. Me sinto a caminho de ficar satisfeito comigo mesmo...ainda é cedo, mas o caminho começou a ser trilhado.

Sempre acabo ficando muito decepcionado com as pessoas quando elas não valorizam suas condições de trabalho e salariais. Não sou um otimista de mão cheia, mas com certeza sou um cara grato por ter trabalho e estar ganhando minha grana de novo. Conheço N pessoas que tem condições excelentes e mesmo assim estão descontentes com fatores as vezes pequenos, mas que fazem disso uma verdadeira muralha pra si próprios. Uma visão maior da realidade certamente lhes faria muito bem, mas infelizmente a ficha cai somente quando a condição muda, e todo esse conforto desaparece... sei lá... uma das coisas mais sábias que ouvi na vida e que sempre me recordo é que “nunca espere gratidão do ser humano”, faça sempre as coisas pra voce mesmo, num tom de egoismo, mesmo que voce esteja fazendo algo por alguém, mas faça as coisas pra si mesmo. Jamais espere demais dos homens, sequer a gratidão. Assim com certeza voce não cria expectativas e não se frustra. Se as pessoas esperassem menos dos outros, acho que as coisas seriam bem melhores...

Um comentário:

  1. TAmbém está de emprego novo? Não sei vc, mas estou satisfeita com o meu. Não quero "me aposentar" ali, rs... mas estou momentaneamente feliz. Aliás, comecei o novo trabalho no dia 12 de junho, dia dos namorados. Acho que foi um bom presságio. Boa sorte!! Beijão!

    ResponderExcluir