terça-feira, dezembro 30, 2008

Bender e Deus

Futurama foi um dos desenhos animados mais bacanas que já conheci e durante suas 5 temporadas, brincaram com conceitos filosoficos profundos, sacanearam um futuro incerto e fizeram do ser humano futurista, mais burro e insconsciente possível nas suas banalidades. Recentemente encontrei um episodio em que o robô Bender é acidentalmente disparado como torpedo pelo universo, em velocidade e rota sem controle. Ele filosofa sobre seu destino como corpo celeste eterno sem rumo, e durante sua viagem, uma colonia de mini homens se desenvolve em seu corpo metálico, e Bender passa a ser Deus. Tudo dá errado, é claro, e a própria população de extingue através de uma mini guerra nuclear por causa dos erros do deus-Bender, quando o robô por acaso acaba encontrando Deus de verdade. A pérola máxima é o diálogo travado entre Deus e Bender: (traduzido)

Bender: Fala minha língua?
Deus: Agora falo.
Bender: Quem é voce? é uma espécie de computador galático?
Deus: Possivelmente. Eu sou um amigo, meu bom companheiro.
Bender: Quem te construiu?
Deus: Eu sempre existi.
Bender: Meu Deus, você é Deus?
Deus: É possível, eu tenho compaixão por todas as coisas vivas, meu amigo.
Bender: Mas por que Deus pensaria em binário? A não ser, voce não é Deus, apenas os restos de um computador de uma sonda espacial que colidiu com Deus.
Deus: Isso parece provável.
Bender: Ei, sabe o que vou fazer antes de eu fazer?
Deus: Sei.
Bender: E se eu fizer algo diferente?
Deus: Então não vou saber.
Bender: Legal, legal, aposto que muita gente reza para voce.
Deus: Sim, mas tem tanta gente que me pede tanto ! Após um tempo, voce começa a ignorar.
Bender: Sabe, eu já fui deus.
Deus: É, eu vi, estava indo bem até todo mundo morrer.
Bender: Foi horrível, eu tentei ajudá-los, tentei não ajudá-los, mas no final, eu não pude fazer nada por eles. Acha que foi errado o que fiz?
Deus: Certo ou errado são apenas palavras, o que importa é o que voce faz.
Bender: É eu sei, é por isso que eu perguntei que o que eu fiz foi... ah, esquece!
Deus: Bender, ser Deus não é fácil. Se voce faz demais, as pessoas ficam dependentes de voce e se voce não faz nada, elas perdem a esperança. Voce tem de ser sutil, como um salva-vidas, ou um guardião.
Bender: Ou como um cara que destrói com fogo por causa do dinheiro do seguro.
Deus: Sim, se voce fizer parecer um problema elétrico. Quando se faz as coisas certas, as pessoas não vão ter certeza se voce fez alguma coisa.
Bender: Isso quer dizer nao me mandaria de volta à Terra, mesmo que eu implorasse?
Deus: Terra? onde fica isso?
Bender: humfffs.. eu não sei....
Não aguento quando Deus diz que não sabe onde fica a Terra....Em épocas em que tanta gente pede ajuda divina através de promessas que nunca serão cumpridas através de trocas, em benefício próprio, fica a reflexão
Segue o vídeo, pena que é em inglês, mas o contexto tá aí.


quarta-feira, dezembro 24, 2008

Feliz Natal

Não gosto do Natal. Me traz lembranças não muito boas, e principalmente por ver tantas pessoas dotadas de "espírito natalino" durante 3 dias enquanto são medíocres, mesquinhas e idiotas pelos outros 362 dias do ano. O Papai Noel da Coca-Cola agradece as milhões de transações comerciais que se desenrolam ao redor do mundo movidas por este espírito financeiro.
Acredito mais no caráter permanente das pessoas que se aprimoram durante o ano todo. A estes sim, os louros da vitória.
Feliz Natal a todos!
 

quinta-feira, dezembro 18, 2008

Mensagem de fim de ano

Tudo bem, adoro mensagens batidas, mas a porra da Globo Campinas sempre divulga uma mensagem de fim de ano em forma de poesia e PNL (Programação Neuro-Linguística) que todo ano são muito bacanas, sempre em forma de poesia. Um colírio poder no meio da novela bacaca, ter uma pérola de cultura que te joga pra cima. Costumo dizer que prefiro os intervalos do que a programação em si. Tou ainda tentando gravar e publicar a mesma mensagem com a impecável dicção (deliciosa na declamação) da Càssia Kiss, mas fica por enquanto a gravação do Lima Duarte. Bom proveito e boa reflexão.

Update: O Jeff mandou o link correto. Obrigado querido, saiba que tenho vc em alta estima....

sábado, dezembro 13, 2008

Moeda corrente: Dolar Asiático

Interessantes as notícias hoje das reações mundiais contra a crise mundial. Governo americano mijou pra trás e resolveu socorrer as montadoras de automóveis que pediram arrêgo ao tesouro nacional atrás de módicos empréstimos de bilhões de dólares, caso contrário fechariam com grande estrondo na economia americana, prejuízo principal para Bush e seu partido, que seriam eternamente recordados como os responsáveis pela queda de um dos símbolos capitalistas mais representativos. Depois que fizeram trocentas exigências, dentre elas a de se tornarem as montadoras mais competitivas do que as asiáticas, resolveram abrir o cofre e liberar uns caraminguás pra gerar um bolsão de ar pra já debilitada economia americana, aquela que dava as cartas no dinheiro mundial. Dava.
O golpe de misericórdia talvez esteja ocorrendo hoje também do outro lado do mundo com a união das principais economias asiáticas em busca de soluções para a crise, com a injeção de mais outros bilhões nas indústrias locais pra manter funcionando o motor produtivo do mundo. Sem dúvida alguma, teremos mudanças no fluxo cambial mundial, que certamente vai trocar os dólares americanos por ienes e outras moedas asiáticas.
Como ficamos? Os Estados Unidos são nossos clientes mínimos, quem sabe apenas para alguns produtos agro-industrializados, enquanto que nossos grandes clientes, destacando-se o mercado do aço, estão justamente na Ásia e mais outros na Europa.
O reino do hamburguer está ameaçado... Ainda bem que prefiro sushi e yakisoba, mesmo que seja com Coca-Cola. Eu não aguentava mais essa histeria mundial por causa de um país idiota como os EUA que não souberam controlar seus problemas internos, e num movimento paranóico, causaram esse estrago mundial, apenas com o esquema do Blasfemous Rumours. Agora acontece que,  quem já trabalhou com empresas asiáticas sabe que a cultura é agressiva, se essa influência se espalhar pelo mundo como sendo eles os portadores do poder econômico mundial, estaremos fudidos.... O negócio é caprichar no Johrei, manter nosso Ga sob controle e elevar nosso Yukon ao máximo possível.
Domo Arigato.
 
 

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Arrependimentos fotográficos

Quando falta a banda larga no fim de semana na casa da mãe, bora fazer faxina no pc, certo? Lá se vão para o lixo os arquivos desnecessários e muita porcariada. Parece uma limpeza da alma, o hard disk do coração parece que fica mais rápido, certo?
Errado.
Acaba-se encontrando fotos de um passado não muito distante registrando alí um momento que era de honesta alegria e satisfação, mas que com o passar do tempo as coisas se mostram mais claras, e o desastre é iminente.... desastre seu, é claro.
Não sou de apagar fotos e registros, mas faço questão de deixa-los num local de dificil acesso no HD removível e principalmente longe dos olhos, como que se certa forma isso trouxesse o esquecimento necessário pra alívio imediato das dores da alma, e quando são achados novamente no futuro, pelo menos permitem memórias um pouco mais doces e suaves.
Porra, eu daria um dedo da mão pra poder prever esses enroscos e me livrar deles em tempo útil... pelo menos as fotos teriam memórias melhores... ou melhor ainda.... talvez o ideal seja não fazer fotos.

Cantou pra subir

Esqueci de dizer.....
Meu grande enrosco acaba de declinar de vez e falecer. Quando disse que me ensinaram a solidão, era a notícia antecipada de uma grande mentira que ainda duraria meses de bastante incômodo. Parece que determinados momentos que parecem que são eternos, finalmente tem seus finais, e mais um final de fase chegou pra se estabelecer em definitivo, ou seja, cantou pra subir. Prefiro assim... clareza.
Hora de celebrar mais um final que chegou. Isso significa liberdade d'alma, novo recomeço e principalmente a certeza de fazer certo da próxima vez..... Mandando tudo o que não presta para o raio que os parta.
Quem me conhece, já deixei avisado: posso errar uma vez...jamais duas. Errar é humano, persistir no erro é burrice. Isso não faz parte de meu vocabulário. 

quarta-feira, dezembro 10, 2008

Gmail

Alguém pode me explicar porque o Gmail sempre dá problema naquela hora que mais precisamos dele? Parece a síndrome da impressora. Basta voce ter uma emergência que ela nao vai funcionar mesmo... ou vai faltar tinta no cartucho ou outro bicho qualquer....
Abençoado seja o Hotmail que não falha nunca.

Deletando o ano



Certas pessoas tem o dom e a capacidade natural de nos tirar do sério, que preferem fazer a coisa da maneira mais dificil, que vai causar danos a todos os envolvidos. Por mais que façam-se esforços de mostrar que o comportamento é errado, elas insistem em permanecer agindo da maneira como julgam correto e mesmo assim, sentem-se donas da situação no seu jeito esquisito de pensar... e ainda te dragam junto nesse fluxo de esgoto.

"Não tire conclusões precipitadas...." é a frase de efeito dentro do seu vocabulário reduzido de opções de desculpas esfarrapadas e mentiras sem fim. Quando não há justificativas coerentes, é natural que voce julgue sim a pessoa como alguém sem escrúpulos e de caráter duvidoso.

Meu melhor presente de natal seria uma borracha pra apagar este ano. Aliás, já acho o natal uma data estritamente comercial, sem necessidade alguma. Mas que se fosse possível simplesmente apertar a tecla delete, isso seria de muita utilidade.

Alô, papai-noel? recebeu meu email?

Capitulando





Não sou de elogiar o conteúdo da TV aberta devido ao fato de considerá-la idiota demais, mas desta vez Capitu exibido pela Rede Globo surpreendeu pela criatividade.. Pra quem esperava uma mini-novela rococó baseada na chatice que é o livro original, foi uma grata surpresa.
Amplitudes escuras, quebra de cenas em estilo vídeo clip, trilha sonora, cenário grandioso mas com intenção minimalista, me fizeram ir pra cama com uma grata surpresa.
Talvez a riqueza de detalhes proporcionada pela transmissão em sistema digital (recém inaugurado em Campinas) tenha ajudado. Mas não tanto assim...
A propósito...TV Digital em Campinas como a primeira cidade do interior do país a receber o sinal digital, muito alarido por pouca coisa. Não se eu já estava acostumado a gravações em HD (sim, faço download de séries que já vem em HDTV) enfim, acho que foi muito ministro por pouca coisa.... quem sabe no futuro né?





sábado, dezembro 06, 2008

Obrigado

Ok pessoal, tudo ok já. Visão já restabelecida.
Poderia ter sido muito mais sério, talvez o atendimento médico e os cuidados recebidos em tempo certo permitiram que nada de mais complicado acontecesse... já sem oclusão e já com tudo ok.
Interessante e melhor de tudo foi receber expressões de preocupação e carinho de tanta gente que eu nem sequer imaginava. É bom sentir-se querido.
Obrigado mais uma vez, que eu possa retribuir quando necessário.

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Uma nova visão sobre o mundo


Tudo é sempre de súbito na vida... ou quase tudo.
De repente, na academia começando a fazer supino, uma farpa se desprende da barra e cai direto dentro do meu olho.... Correria pro hospital, muito incômodo, lavagem, medicação e um belo tampão que te deixa com 50% de visão por alguns dias. Entre os tropeços habituais do dia, andar com um tampão ocular é a certeza de que tudo que estiver à minha frente é uma provavel outra trombada. Sem dizer o modo com as pessoas te olham na rua, como se voce fosse um ser de outro mundo... (se bem que o tampão não é nada discreto.)
Ok, vamos lá e assumir meu lado pirata. O tapa olho já chegou.... Falta muito pro carnvaval?

sábado, novembro 29, 2008

Adeus Pudim


Faleceu nesta tarde, o Pudim, nosso gato de estimação lá de casa. Ele que teve uma história bacana conosco, era o companheiro principal de minha mãe. Tratado como filho mais novo, o gato tinha complexo de identidade devido aos tantos nomes que ele recebeu na sua existência... Então, adeus Pudim....

sexta-feira, novembro 28, 2008

Idiotas que amam idiotas



Voce me ensinou a solidão....
Como disse no post anterior, nao acho muito válido cópias de idéias, mas quando a idéia e boa e desperta outras idéias, temos aí uma justificativa igualmente válida. Movimentar neurônios ainda é um dos exercicios mais interessantes cujos resultados nos acompanham vida adentro.
Tenho um amigo no exterior que levou um pé na bunda e passamos os últimos dias nos digladiando em português e espanhol sobre como sair dessa situação, de ter sido deixado, quando o post do Klero ontem me fez pensar sobre isso.... De como é agonizante ser deixado sozinho num mar de lembranças, que inevitavelmente nos tornamos reféns de nós mesmos esperando por migalhas da outra parte, de que nossa auto estima decai a ponto de nos sentirmos idiotas revoltados esperando por atenção de outros idiotas. A resposta é óbvia certo? largar disso e seguir a vida de novo... Mas existe um mecanismo maléfico na psique humana que nos faz querer quem não nos quer, de maneira doentia e cíclica fazendo com que o encerramento do processo dure tempo demais, muito além do necessário. Como sair? Não há cura, apenas a sabedoria popular que aposta nos resultados que somente o tempo pode prover em uma semana, ou num mês, ou num ano, ou até mesmo talvez em dez anos. É questão de sorte.
Voce me ensinou a solidão....
Entre promessas não cumpridas de amizade, resta a sensação de vazio abrupto provando o quanto somos humanos, e quanto um ser humano pode deixar outro e achar que tudo é a maior normalidade possível. Aprende-se muito nisso tudo, mas tambem aprende-se que a saudade que resta, aos poucos desvanece por falta de cuidados, e tudo se restaura à sua ordem natural do acaso. Esquece-se também muita coisa, mas na verdade isso trata-se mais de uma benção que nos cicatriza de vez.
Voce me ensinou a solidão....
Também me ensinou a fazer o mesmo com os outros. Diferentemente do que se espera, não pretendo repetir teu erro grosseiro de mágoa alheia. Afinal de contas, sou muito melhor do que voce.
Franco... bola pra frente! O que vem por aí é sempre melhor do que ficou pra trás.

quinta-feira, novembro 27, 2008

Dar Graças


Feriado americano, mas como como mundo ja disse na blogosfera, nada de copiar os costumes americanos por estas plagas, mas querendo ou não acabo fazendo um estilo reflexão de telhado de vidro e pondo a cara a tapa na lembrança e agradecimento.
Bom é agradecer os sucessos e momentos felizes, todos somos capazes, mas o negócio é processar os maus momentos e degustar os maus que insistem em continuar com seu andamento em curso... Particularmente hoje não me sinto muito inclinado a este esforço ético-filosófico de livro de auto-ajuda.
Quero mais é que essas situações e os envolvidos se fodam com todas as letras. Isso sim tenho a agradecer.....
Obrigado por não ser americano.... DNA germânico, modelo em excelente condição... tem muito pela frente ainda. Bora!

quarta-feira, novembro 26, 2008

Trilhas Sonoras


Coração grita por cores, a alma pede por calor, de repente os pedidos são atendidos através de um msn despreocupado, quando através de um arquivo enviado por email, a ternura bate à sua porta através de uma recomendação: "Pega ai, espero que goste".... Num momento seguinte voce observa aquilo com total desapego, mas à medida que os segundos passam, os olhos desfocam-se apontados para a parede, os ouvidos se apuram ao plugues, captando uma mensagem que veio do inesperado.....
"Enquanto demos risadas foi-se o azul".
Um filme iniciado na cabeça passa em velocidade fast foward numa tela que era imaculada, mostrando imagens que já haviam sido deletadas, mas que numa fração de segundo e através de uma música, foram resgatadas da lixeira afetiva. Merda! Mas o calor da ternura permanece lá.
No dia seguinte, os plugues continuam se repetindo indefinidamente com suavidade profunda sob o sol da tarde com os passos ritmados. Num momento de seriedade logo depois, o celular vibra com a mensagem, e eu já sabia o conteúdo dela na sua íntegra mesmo antes de ver. Num sorriso imenso, me fiz o cara mais sortudo do planeta, o calor da ternura se fez presente e encheu a sala toda com mais do que ela comportava...
"Trocamos o vento norte por vento sul".
Melhor impossível. Melhor que palavras, melhor que músicas é sentir-se acariciado por uma ternura desse porte. A alma fica colorida, a noite nublada se enche de estrelas, o vento frio traz um prazer belicoso..... a vida fica melhor.
É.... acho que tenho muita sorte.
Enquanto foi só um bom momento deu
Enquanto foi só um pensamento meu
Deus
Deu só num caso forte a mais.
Enquanto se achava graça ao que se escondeu
E a horas eram mais longas do que a verdade fez
Pra ser só outro caso mais.
Enquanto for só ternura de Verão, eu vou
Enquanto a excitação der para um carinho,eu dou.
Traz
Uma leveza
Ah, mas com certeza
Eu dou
Um outro melhor bom dia
Trocamos o vento norte por vento sul
Enquanto demos risadas foi-se o azul
Nem sei qual deles foi azul demais.
Mas não ficará só a sensação de cor
Nem sei o que o coração irá dizer de cor
Se o Inverno for, depois, duro demais
Margareth Menezes & Luis Represas in "Um Caso a Mais"


domingo, novembro 23, 2008

Não há mal que sempre dure....

Seguindo a linha de amigos colecionadores de frases de efeito (Jeff, um abraço), me ocorre hoje apenas um que traduz a vertente dos ultimos dias.
"Não há mal que sempre dure, muito menos bonança que perdure"
Que gire a roda da Fortuna! A purificação intensa vem aí....


quinta-feira, novembro 20, 2008

Dia da Consciência Colorida



Primeiro de tudo.... em nem sabia que consciência tinha cor....

Baseado no feriado do dia, nem totalmente comemorado em todo o país, algums coisas me fizeram refletir, fatos, ações e emails que circularam pela grande mídia nas ultimas horas.

Houve o desenho da nova nota dolar, com uma foto do Obama, péssimo gosto. Houve lembranças de Tia Nastácia, houve referências às mulheres negras e houve também um email cadavérico de alguém questionando a existência do dia da consciência branca, traçando para isso, até mesmo paralelos entre a luta das demais minorias que pedem reconhecimento de seus direitos, como gays, lésbicas, sem terra, sem teto e outros afins e das demais cotas que vieram desse processo.... Numa palavra: Lamentável.

Lamentável pois se num país é necessario se criar um feriado para que os todos possamos lembrar que existem pessoas que são discriminadas pelo fato de terem mais melanina na pele como se isso fosse um fator de demérito.... É o sinal definitivo de que ainda ainda necessitamos de muita educação e palmada na bunda das crianças para que essas idéias de inferioridade sejam de vez abolidas.... Isso, eu, um caucasiano muito branco, tenho plena certeza. Todo mundo tem, certo, mas por que lá dentro ainda reside essa centelha negra?

Conversando com um amigo querido hoje, negro por sinal, ficamos a falar justamente sobre algumas vantagens, e sabe o mais curioso? Ele tem a capacidade física muscular melhor que a minha na obtenção de resultados com musculação, tem a melhor compleição dentária, tem a melhor capacidade de recuperação da pele, maior resistência ao sol de um país tropical, resistência física invejável e depois eu sou melhor que ele que é negro? Ainda não compreendi essa lógica estranha....


quarta-feira, novembro 19, 2008

Medical care

Dia específico dos atendimentos de emergencia.... Hospitais, internação, cirurgia, leva, traz, corre daqui, corre dali... e ainda não acabou.....

terça-feira, novembro 18, 2008

Sadomasoquista

Certos filmes são belos, mas alguns em especial nos pegam pela beleza, mesmo que esta seja triste. O Paciente Inglês em especial é um porre de assitir, mas traz uma fotografia do caramba, além de um drama desmedido com a morte da linda Kristin Scott Thomas, sozinha numa caverna no meio do Saara enquanto Ralph Fiennes, seu amado que saíra em busca de ajuda, fora capturado pelas forças militares locais. Queimado e moribundo no futuro, conta sua historia para a bela Juliette Binoche, que é absurdamente abençoada pelas lentes das câmeras desabrochando numa beleza ímpar. Enredo de arrancar lágrimas das pedras e cenas encantadoras... Admirar um belo trabalho, mesmo que nos desperte emoções tristes, também é sublime e faz bem à alma também. Isso é magia.


segunda-feira, novembro 17, 2008

What?


Quando a globalização atinge niveis religiosos, acho que é hora de entender mesmo que estamos numa pequena aldeia global.

O culto e as orações são em japonês, depois vc se pega conversando com um chinês em inglês com a participação de um indiano falando espanhol sobre contextos budistas. Curiosamente todo mundo se entende.

Acho que preciso agilizar as aulas de alemão.....nunca se sabe né? Talvez esperanto seja mais útil....

It's a small small world.

segunda-feira, outubro 27, 2008

Outorgado

A Outorga ocorreu, muito melhor do que qualquer expectativa, apenas confirmando o encerramento de uma fase nublada e o início de outra melhor, com grande vantagem e com confirmação de antepassados. Nada poderia ter sido melhor, e nada poderia ter sido melhor arquitetado pelo Universo. Sou extremamente grato.
Incrivelmente bom também o fim de semana que foi extremente melhor do que qualquer idéia previamente concebida. Talvez esteja aí o segredo da coisa.... É sentir-se pronto e liberado. Bora que isso é apenas o começo.
 
 

quinta-feira, outubro 23, 2008

Previsões que se tornam reais

Fases encerradas, novos recomeços. Essa é a melhor fase do sentir-se a brand new guy... Tudo se descortina, tudo adquire novas cores. Toda a bagunça anterior na qual eu me encontrava com meus pensamentos já desvaneceu-se, e como num passe de mágica, todas as novas oportunidades de um futuro muito mais agradável chegaram e se mostraram muito melhores do que eu via antes... Talvez fossem os fatos anteriores que me deixavam a visão embotada de uma só cor... o cinza.
Supresa agradável, suave, que já detonou novos preparativos para o novo mundo que chegou. Bora fazer as malas... a rodovia nos espera com um abraço doce rumo a ser feliz. Já era hora. Agora melhor do que nunca, não restam arestas, e pronto pra cuidar de mim.
Curiosamente isso tinha sido previsto pelo casal lá de longe que passou pelo mesmo processo com exatidão de detalhes. Seria complicado no começo, mas o que viria depois, seria indescritivelmente melhor. A previsão não poderia ter sido mais acurada que isso.
 
 
 
 

Aviso ao leitor

Então caro leitor
Já escrevi aqui anteriormente que meus posts não são destinados a voce. Todas as declarações referem-se só e unicamente à minha pessoa e das transformações das quais passo, das experiencias adquiridas, do que há de melhor e até mesmo, do que de pior que é possivel ser vivenciado.... e não refiro-me a voce. Quando isso acontecer, creia que voce será mencionado de maneira clara e direta, e nao indireta, conforme acordo prévio.
Cordialmente

terça-feira, outubro 21, 2008

TUDO QUE CHEGA...



Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram. Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....

Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...

Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.

Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal". Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..

E lembra-te:
Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão.

Fernando Pessoa

sexta-feira, outubro 17, 2008

E o governo errou

Incrivel.. erraram na noticia da morte da moça sequestrada.....

Estarrecimento

O ser humano continua me surpreendendo, mas cada um sob a sua ótica em especial... Suas maneiras de se comportar como se somente a sua maneira de pensar fosse correta e fosse a melhor de todas. Desconcertante.
Hoje o final do sequestro das meninas de Santo André que terminou em tragédia também me deixou deprimido. Apenas entendo mais do que nunca neste momento, que algumas pessoas não conseguem suportar a sensação de ter seus sentimentos desvalorizados. Superar, não é tarefa agradável e não é facil também, requer muito esforço e inúmeros dias de oscilação de esforços... Uma palavra errada e seu mundo desmorona e tudo volta à estaca zero novamente.
Nada justifica a ação do sequestrador em destruir a causa do seu sofrimento desta forma brutal e definitiva. Fico me imaginando neste momento como as familias envolvidas e agora destruídas vão ficar.
Lições vividas, e que sejam aprendidas.

terça-feira, outubro 14, 2008

Afinidade

A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
O mais independente.
 
Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação,
o diálogo, a conversa, o afeto, no exato ponto em que foi interrompido.
Afinidade é não haver tempo mediando a vida.
 
É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo sobre o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.
Ter afinidade é muito raro.
 
Mas quando existe não precisa de códigos verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois
que as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar a um não afim, sai simples
e claro diante de alguém com quem você tem afinidade.
 
Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos
fatos que impressionam, comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavra.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.
 
Afinidade é sentir com.
Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo.
Quanta gente ama loucamente, mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado, não para eles próprios.
 
Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar.
Ou quando é falar, jamais explicar, apenas afirmar.
 
Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.
 
Só entra em relação rica e saudável com o outro,
quem aceita para poder questionar.
Não sei se sou claro: quem aceita para poder questionar,
não nega ao outro a possibilidade de ser o que é, como é, da maneira que é.
E, aceitando-o, aí sim, pode questionar, até duramente, se for o caso.
Isso é afinidade.
Mas o habitual é vermos alguém questionar porque não aceita
o outro como ele é. Por isso, aliás, questiona.
Questionamento de afins, eis a (in)fluência.
Questionamento de não afins, eis a guerra.
 
A afinidade não precisa do amor. Pode existir com ou sem ele.
Independente dele. A quilômetros de distância.
Na maneira de falar, de escrever, de andar, de respirar.
Há afinidade por pessoas a quem apenas vemos passar,
por vizinhos com quem nunca falamos e de quem nada sabemos.
Há afinidade com pessoas de outros continentes a quem nunca vemos,
veremos ou falaremos.
 
Quem pode afirmar que, durante o sono, fluidos nossos não saem
para buscar sintomas com pessoas distantes,
com amigos a quem não vemos, com amores latentes,
com irmãos do não vivido?
 
A afinidade é singular, discreta e independente,
porque não precisa do tempo para existir.
Vinte anos sem ver aquela pessoa com quem se estabeleceu
o vínculo da afinidade!
No dia em que a vir de novo, você vai prosseguir a relação
exatamente do ponto em que parou.
Afinidade é a adivinhação de essências não conhecidas
nem pelas pessoas que as tem.
 
Por prescindir do tempo e ser a ele superior,
a afinidade vence a morte, porque cada um de nós traz afinidades
ancestrais com a experiência da espécie no inconsciente.
Ela se prolonga nas células dos que nascem de nós,
para encontrar sintonias futuras nas quais estaremos presentes.
Sensível é a afinidade.
É exigente, apenas de que as pessoas evoluam parecido.
Que a erosão, amadurecimento ou aperfeiçoamento sejam do mesmo grau,
porque o que define a afinidade é a sua existência também depois.
 
Aquele ou aquela de quem você foi tão amigo ou amado, e anos depois
encontra com saudade ou alegria, mas percebe que não vai conseguir
restituir o clima afetivo de antes,
é alguém com quem a afinidade foi temporária.
E afinidade real não é temporária. É supratemporal.
Nada mais doloroso que contemplar afinidade morta,
ou a ilusão de que as vivências daquela época eram afinidade.
A pessoa mudou, transformou-se por outros meios.
A vida passou por ela e fez tempestades, chuvas,
plantios de resultado diverso.
 
Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças,
é conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas,
quantos das impossibilidades vividas.
 
Afinidade é retomar a relação do ponto em que parou,
sem lamentar o tempo da separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas a oportunidade dada (tirada) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais,
a expressão do outro sob a forma ampliada e
refletida do eu individual aprimorado.
 
(Arthur da Távola)

terça-feira, outubro 07, 2008

Como?

"_ Hummm.. perdão, mas o que voce disse?"
A pergunta fora feita de maneira rápida, imediatamente após a frase duvidosa ter sido dita... O Português não fora usado de maneira muito clara pelo interlocutor anterior, então o que foi dito apresentava multipla interpretação. Logicamente a interpretação mais afetiva teve sentido e ficou registrada na memória aquecendo o coração com aquele siginifcado falso... Um fogo brando, enganoso... Teoricamente esse deveria ter sido o comportamente de quem recebeu a resposta, mas como sempre acontece com as pessoas, é claro que não aconteceu.
Decepcionantes sempre, os multiplos significados utilizados por muitas pessoas nos deixam sempre na situação de escolha qual deles seguir, e baseado na indole das pessoas que vc supostamente já conhece, vc acredita sempre no melhor delas.... Um vez me disseram que ações valem mais do que palavras, e essa expressão devidamente conjugada com o tempo, apresenta resultados inegáveis.Desconcertante.
Temos então a personalidade mentirosa. Aquela que mente indefinidamente em busca do proprio bem estar, visando dessa forma deixar a situação contornável e o ambiente calmo, mas que cedo ou tarde, ela se manifesta pois o que era promessa, não se torna realidade. Este ser, alega cuidar da alma e busca a religião como fuga consciente de seus atos transferindo para o astral suas boas ações. Na realidade, embasado pelos "bons sentimentos", acredita estar agindo de maneira impecável sem ferir a ética pessoal ou causar conflito interno.
O mecanismo é complexo, as vezes apresenta resultados positivos, mas na sua maioria das vezes, a personalidade mentirosa se retira do processo antes que a sua farsa venha abaixo, e imediatamente recomeça o processo com outra pessoa, fazendo assim um círculo vicioso que se repete indefinidamente na sua maneira cativante que disfarça o seu sentimento de inferioridade. Ela se sente inferior, então joga com subterfúgios que usa mascarando e enganando até mesmo a sí mesmo, quando na verdade seu único objetivo é o seu hedonismo.
O ser humano é mesmo fascinante. Eu costumava achar que já tinha visto de tudo nas pessoas e costumava não me espantar com mais nada. Ledo engano. Vão-se os dedos, ficam os anéis, mas fica também a lição aprendida, essa sim, não vai me decepcionar e vai permitir que eu esteja alerta e seguro.
Pronto, perfil psicológico traçado... armas em punho. Quando voce detectar essa personalidade nas suas imediações, espante para longe a tiros. O mundo vai agradecer.
Adoro post com música temática...

 Moby - Disco Lies

domingo, outubro 05, 2008

Por que mentimos

Lamentável... continuo percebendo as pessoas mentindo aos montes.... Não consigo entender o mecanismo da coisa... aliás, até entendo, não entendo por que sou tão crédulo assim.
Sempre segui meu comportamento ausente da mentira, apenas por não conseguir dar sustentabilidade para a mentira, pois cedo ou tarde ela vem abaixo, e com ela, a sua dignidade. Sempre faço o processo mais econômico de energia... mentir consome muita energia e tempo que eu posso utilizar para outras coisas mais interessantes... Minha vida sempre foi minha, sempre achei interessante o suficiente, melhor em determinadas fases, horrível noutras fases, mas é minha, e nem por isso precisei inventar histórias cinematográficas para os outros, mostrar fotos falsas ou qualquer outro artifício inexistente... Curioso que a pessoa acredita tão piamente nisso, que a mentira passa a ser verdade... na cabeça dela. Como falei, fico bestificado comigo mesmo, por acreditar, apenas baseado no sentimento de amizade.... Enfim... Não sou eu que estou perdendo.. são os próprios que perdem... Perdem minha confiança, minha amizade e minha proximidade... Mais um que canta pra subir.
Fim de semana de eleições encerrado, muita sujeira nas ruas, muita sujeira política chegando ai. Que tenhamos sorte.... segue um vídeo pra animar....

segunda-feira, setembro 29, 2008

Gato Ninja

O video a seguir apareceu no meu Ipod numa das listas do Itunes das quais sou assinante... Nao pude deixar de compartilhar....

segunda-feira, setembro 22, 2008

Movendo

Certos momentos a gente se dá conta do quanto estamos estagnados numa condição ou numa situação. O foda é descobrir que quanto mais a gente abaixa, mais se mostra a bunda. Nesses momentos é constrangedor descobrir-se nessa condição idiota, de quanto se pode chegar nessa flexibilização do processo... mas opa! Chega! Hora de parar certo? Certo... Bora então.... Há todo um mundo novo pela frente... afinal de contas, é a primeira noite da primavera.
Obrigado Universo, tudo conspira a meu favor, afinal de contas eu tenho a partícula divina.
"Come back as the spring time does...."

quarta-feira, setembro 17, 2008

Corazón lleno de nombres


Al final del camino me dirán:
-¿Has vivido? ¿Has amado?
Y yo, sin decir nada,
abriré el corazón lleno de nombres.



Pedro Casaldáliga






Talvez eu venha a envelhecer rápido demais.
Mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena.

Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais.
Mas jamais irei me considerar um derrotado.
Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros.
Mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho.
Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações.
Mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas.
Talvez a vontade de abandonar tudo torne-se a minha companheira.
Mas ao invés de fugir, irei correr atrás do que almejo.
Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser.
Mas passarei a admirar quem sou. Porque no final saberei que,
mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz de construir uma vida melhor.
E se ainda não me convenci disso, é porque como diz aquele ditado:
"ainda não chegou o fim".
Porque no final não haverá nenhum "talvez" e sim a certeza de que
a minha vida valeu a pena e eu fiz o melhor que podia.

quinta-feira, agosto 28, 2008

Stand by

Tudo tem hora...
Hora de esperar, hora de pensar, hora de mudar, hora de parar, hora de partir.
Nesta fase, minha vida não comporta mais o blog. É com muita tristeza que entro em recesso por muitos motivos..... por segurança, por preservação, por respeito, por mudança, por uma gama de motivos que igualmente não se aplica a este espaço. Algo se quebrou, e mesmo os pedaços se juntados, o efeito jamais será o mesmo..... Faz parte da vida, é crescer, quebrar e renascer...
Obrigado a todos que acompanharam esses 4 anos... Talvez este nao seja um adeus definitivo, mas nada é certo hoje em dia né? Nada.

terça-feira, agosto 19, 2008

Amor


Experiencias novas.. inesperadas.

Por amor fala-se sobre as maravilhas e sucessos, mas quase nunca sobre os seus deslizes.

Por amor fui machucado e castigado quando todos enfiam os pés pelas mãos.. ou tudo ou nada.. ou céu ou inferno. No meu caso... inferno. Uma guerra que se formou em bola de neve. Sucessos se transformaram em fracassos, amizades ruiram. Sinto-me péssimo, destruído.
Castigo recebido, objetivo alcançado.. calo-me e retorno à minha insignificância da qual eu nunca deveria ter saído. Nem sei se continuo o blog já que minha vida influencia tanto a de outras pessoas. Por favor, me deixe em paz. O esquecimento pode ser uma benção.




sexta-feira, agosto 15, 2008

Moving on

Sexta feira, dia de problemas no trabalho, de sair correndo, de supermercado expresso,de arrumar mala e pegar rodovia... no final dá tudo certo.
Bora



quinta-feira, agosto 14, 2008

Felicidade

Quando chegam até voce e dizem que sua felicidade incomoda, fico na dúvida se devo comemorar ou ficar apreensivo que chumbo grosso vem ai.... Pois é, acho que vou levantar os paredões.... Que cacete!

 

terça-feira, agosto 12, 2008

Tatoo


Ha anos venho desenvolvendo a coragem de fazer uma tatuagem e parece que chegou o momento... Como a vida é uma eterna dúvida, agora resta saber qual delas.... Pelo menos o lugar ja decidi... na lateral da virilha...ou seja, acesso restrito a poucos...
Falando nisso, contagem regressiva em curso e milhares de coisas pra serem feitas antes de pegar a estrada de novo. O coração agradece.
 

domingo, agosto 10, 2008

Faça como eu mando...não como eu faço

Se tem uma coisa que me deixa emputecido com todas as letras é quando voce encontra alguém que lhe dê uma informação que voce precisava muito, e voce de coração aberto aceita e entende tudo aquilo com completa devoção e agradecimento, para depois voce descobrir que na verdade a origem da informação nao professa a mesma fé que lhe foi ensinada. Em miúdos: Faça como eu mando, não faça como eu faço.
Fico principalmente revoltado comigo mesmo por ter sido tão crédulo, tão honesto no que apresentei e tão limpo ao aceitar de coração aberto tudo aquilo que me foi falado como verdade única e incontestável. Talvez esteja aí o erro, minha total desativação do desconfiômetro que sempre deixo ligado, mas que por razões óbvias de confiança, eu desligo de vez em quando, pra infalivelmente descobrir que errei na decisão de acreditar tão plenamente.
Não faço idéia tambem porque certos grupos se fecham em copas sob determinados aspectos protegendo a si mesmos contra os próprios integrantes do grupo, como se a concorrência pudesse surgir e causar a insegurança geral do grupo, em que a máxima é "eu posso mais do que você", e que essa regra de ouro inquebrantável se aplica a todos... bah.... lastimável...."É para sua proteção".... mas... quem me deu o direito de opinar o que é realmente necessário pra mim mesmo? Aliás... eu disse sim, mas isso não foi levado em conta.
Erros e acertos.... Busco sim a melhoria pessoal contínua, quero amanhã ser melhor do que fui hoje, mas certamente os acertos serão vítimas de informações desencontradas as vezes. Há uma coisa em que realmente sou exímio... reencontrar o caminho do meu objetivo.
Há sempre uma nova semana pela frente. Estarei com certeza preparado.

Reticencias

Fiquei supreso de como o termo Sonen repercutiu entre tanta gente que me comentou de maneira direta ou indireta. Sugiro que a leitura esteja em dia e que suas orações ao santo Google sejam atendidas.
Talvez por causa de estar nesta fase de evolução pessoal, pude perceber ontem um fato que me fez pensar.... Sempre tive um excelente anjo da guarda, daqueles que usam Whey Protein e Creatina todo dia, então algumas informações importantes sempre chegam até mim infalivelmente de maneira perfeita, porém juntar pontos, nem todo mundo consegue. Curioso como o mundo é pequeno e a roda da fortuna gira inexoravelmente.
What goes around, comes around. Não é todo mundo que tem um anjo da guarda marombado.... Bota o seu na academia celestial, ou pelo menos, eleve seus pensamentos de maneira mais construtiva. Voce só tem a ganhar.

sábado, agosto 09, 2008

Perhaps Love

Nada é mais legal do que uma memória de valor inestimável, ou muitas. Certos achados no YouTube ainda me deixam surpreso. O comercial a seguir, da Sadia no ano de 1994 quando a companhia completava seus 50 anos, foi um chute de Programação Neurolinguistica no estômago de muita gente. Resgatar isso tem um sabor todo especial. Aprecie tambem.

terça-feira, agosto 05, 2008

Corrida

Tive tres compromissos profissionais na cidade de São Paulo hoje, coisa decidida assim meio de última hora e com reuniões importantes... O melhor de tudo foi poder almoçar no Villa Lobos e ver despencar “A Tempestade”  enquanto eu degustava minha salada verde com lascas de parmesão e molho de mel e gengibre. Marginal Pinheiros toda engarrafada, acidentes pelo caminho, consegui voltar pro interior depois de longa e paciente espera. Um dia praticamente perdido no trânsito. Ou seja:  nada de novo nisso tudo...

segunda-feira, agosto 04, 2008

Contagioso

Riso é contagioso.... será que é por isso que precisei fazer força pra nao rir sozinho no escritório?

domingo, agosto 03, 2008

Sonen

*Sonen - Palavra japonesa que significa razão + sentimento + vontade, seguir um caminho sem se desviar, desejo ardente de realizar algo, grande objetivo, grande sonho, ideal, sinceridade.

sexta-feira, agosto 01, 2008

Tosco

De tão tosco é até divertido. Prestenção nos dançarinos que roubam a cena completamente.
Pra preparar o espírito pro fim de semana que começa hoje e que vai ser incrivelmente bom uma vez mais. Tudo preparado, bora pra rodovia....

Epa, foi dia do orgasmo.....

Pouca coisa me espanta atualmente, mas uma das que mais me surpreende é ver tucanos e papagaios voando livres pelas ruas da cidade. Hoje haviam uns 6 num coqueiro vizinho do estacionamento do trabalho fazendo uma baita algazarra. Outro dia havia um casal de tucanos voando pelo bairro na hora do almoço que descobri que são alimentados com frutas numa escola vizinha..... Quando criança eu apenas os via em cativeiro, então ainda é uma certa surpresa vê-los voando livres por uma cidade de mais de um milhão de habitantes. Até pouco tempo atrás eu via isso como um sinal positivo, de que de certa forma estávamos recuperando a flora e fauna local, mas depois descobri que era o inverso.... que as ilhas de sobrevivência desses animais na verdade estão diminuindo e forçando-os a se adaptar aos novos ambientes, ou seja, migrando pra cidade grande em busca de comida.... desanimador isso.

Foi dia do orgasmo ontem....voce já gozou hoje? Ainda dá tempo..... queria colocar aqui o crédito do cartum acima, mas não consigo mais localizar o dono....


quinta-feira, julho 31, 2008

Egípcio

Recebi hoje um telefonema da Câmara de Comércio do Mercado Egípcio onde fui convidado a participar das reuniões de negócios promovidas pela embaixada desse país.  Como trabalho com a parte de cosmética e personal care, há um certo grupo de empresários de lá interessados em desenvolver novos business partners aqui no Brasil, mas infelizmente nenhum deles se aplicava à minha área...  Que pena, juro que eu queria participar desse negócio e tentar descolar uma boca livre num encontro desses, já que me disseram que até um sorteio de passagem aérea pro Cairo iria acontecer.... Egito, aí vou eu... acho que na proxima encarnação.

quarta-feira, julho 30, 2008

Definindo o Capitalismo

CAPITALISMO IDEAL
Você tem duas vacas.
Vende uma e compra um touro.
Eles se multiplicam, e a economia cresce.
Você vende o rebanho e aposenta-se, rico!

CAPITALISMO AMERICANO
Você tem duas vacas.
Vende uma e força a outra a produzir o leite de quatro vacas.
Fica surpreso quando ela morre.

CAPITALISMO JAPONÊS
Você tem duas vacas.
Redesenha-as para que tenham um décimo do tamanho de uma vaca normal e produzam 20 vezes mais leite.
Depois cria desenhinhos de vacas chamados Vaquimon eos vende para o mundo inteiro.

CAPITALISMO BRITÂNICO
você tem duas vacas.
As duas são loucas.

CAPITALISMO HOLANDÊS
Você tem duas vacas.
Elas vivem juntas, não gostam de touros e tudo bem.

CAPITALISMO ALEMÃO
Você tem duas vacas.
Elas produzem leite regularmente, segundo padrões de qualidade, quantidade e horário previamente estabelecido, de forma precisa e lucrativa.
Mas o que você queria mesmo era criar porcos.

CAPITALISMO RUSSO
Você tem duas vacas.
Conta-as e vê que tem 5 vacas.
Conta de novo e vê que tem 42 vacas.
Conta de novo e vê que tem 12 vacas.
Você pára de contar e abre outra garrafa de vodca.

CAPITALISMO SUÍÇO
Você tem 500 vacas, mas nenhuma é sua.
Você cobra para guardar a vaca dos outros.

CAPITALISMO ESPANHOL
Você tem muito orgulho de ter duas vacas.

CAPITALISMO PORTUGUÊS
Você tem duas vacas.
E reclama porque seu rebanho não cresce...

CAPITALISMO HINDU
Você tem duas vacas.
E ai de quem tocar nelas.

CAPITALISMO ARGENTINO
Você tem duas vacas.
Você se esforça para ensinar as vacas a mugirem em inglês...
As vacas morrem.
Você entrega a carne delas para o churrasco de fim de ano ao FMI.

CAPITALISMO BRASILEIRO
Você tem duas vacas.
Uma delas é roubada.
O governo cria a CCPV - Contribuição Compulsória pela Posse de Vaca.
Um fiscal vem e lhe autua, porque embora você tenha recolhido corretamente a CCPV, o valor era pelo número de vacas presumidas e não pelo de vacas reais.
A Receita Federal, por meio de dados também presumidos do seu consumo de leite, queijo, sapatos de couro, botões, presume que você tenha 200 vacas e para se livrar da encrenca, você dá a vaca restante para o fiscal deixar por isso mesmo...

Não gosto muito desse tipo de piadinha que tem como base a discriminação xenofóbica, mas não deixou de ser criativa.

Desfecho Trágico


Lamentável a notícia da identificação dos restos mortais do padre que tentou voar por 20 horas. Até onde uma pessoa pode chegar em busca da notoriedade que talvez o tirasse do ostracismo no qual ele provavelmente vivia? ... aos extremos desnecessários. Era um desfecho já previsível em função do tempo decorrido mas os motivos ainda me deixam surpreso mesmo depois de tanto tempo.

Resta agora a ativar a função Polyanna (aquela do livro do tudo-feliz) para que alguém possa vir a dizer : " ele estava lutando por seu sonho ".... tudo bem, mas será que ninguém lembra que tudo tem seu risco e preço?

A estupidez humana ainda me deixa sem palavras.

terça-feira, julho 29, 2008

Mamma Mia!

Demorou... saiu da Broadway para as telas de cinema o musical Mamma Mia!, baseado nas músicas do Abba. Obvio, já caiu na web com qualidade sofrível mas que sem dúvida tem a melhor trilha sonora do mundo, daquela capaz de fazer o coração diminuir e fazer voce cantar junto com as protagonistas. Merryl Streep com um quê de Cher dá o tom uma oitava abaixo da música original, mas empresta ao filme um fôlego bem bacana. Os oitentistas como eu vão voltar pra casa cantarolando Chiquitita......e todas as outras.
Minha trilha sonora? Claro, é que é "Se", do Djavan. Nem fale...

segunda-feira, julho 28, 2008

Da série culinária oriental


Fim de semana incrivelmente bom.... como era de se esperar. O prometido sushi aconteceu em boa companhia. Deu pra aprender o quanto é chato enrolar o bendito. Vc puxa de um lado, ele escapa pelo outro, e no final das contas, fazer o sushi perfeito, é realmente uma arte. Eleito por larga margem de votos, o sushi de morango é o cacete de bom, disparado na frente, fez a alegria das papilas gustativas e fica melhor ainda se consumido no dia seguinte. Tomei uma surra do sudare, a esteira de enrolar, mas ainda vou vencer aquela oridinária.

Hoje já entrando na nova dieta de redução intensa de açúcares e gorduras, adição de soja ao cardápio para aquisição aminoácidos in natura com misso, tofu, salada e carne de panela. Junto a isso a suplementação de whey, creatina, complexos vitamínicos, albumina, colágeno, ômega, óleos específicos mais a academia diária com mudança de treino com reforço de sobrecarga. É coisa pra cacete! Mas ter personal trainer neste fim de semana acompanhando no treino, corrigindo postura e passando as novas sequências foi o melhor de tudo. The best is yet to come.

sexta-feira, julho 25, 2008

Momento cultura inútil

Quem nunca disparou um “Saúde!” a alguém que acabou de espirrar? O costume, feito quase que de forma automática por algumas pessoas, é uma realidade na maior parte do mundo. Os hindus dizem "Viva!" ou "Viva bem!”, os russos dizem "Seja saudável", os chineses dizem "Que você viva 100 anos!", e por aí vai.

Como sabemos, o espirro pode ser um dos sintomas de algumas doenças respiratórias. Mas, seguindo a mesma linha de raciocínio, por que não dizemos “Saúde!” a uma pessoa que acabou de tossir?

Na verdade, o costume é mais antigo do que se possa imaginar. Embora não se saiba exatamente quem criou tudo isso, acredita-se que a prática tenha surgido a partir de superstições ancestrais. Uns acreditavam que quando a pessoa espirrava, sua alma saia de seu corpo, sendo necessário dizer “Saúde!” (ou algo semelhante) para que seu espírito não fosse tocado por algum espírito do mal. Outros pensavam o coração parava momentaneamente durante o espirro, assim, a palavra serviria como uma espécie de “boas-vindas” à pessoa de volta à vida.

 

http://mundoeducacao.uol.com.br/curiosidades/por-que-dizemos-saude-quando-alguem-espirra.htm

quinta-feira, julho 24, 2008

Novo esporte


Ando fissurado ultimamente por um novo esporte doméstico. Ganhei uma raquete elétrica de matar insetos e eu nem sequer fazia idéia de quanto isso pode ser divertido.... aproximar a raquete do mosquito infernal que estava te incomodando e vê-lo explodir, ser vaporizado num estalo não tem preço.... Há um único inconveniente.. aqui quase não há insetos... no último fim de semana pude causar uma verdadeira carnificina entre estalos e insetos eletrocutados no gramado do jardim.... Me disseram que é muito relaxante, e realmente tenho de concordar.

terça-feira, julho 22, 2008

A alma canta

Sei lá, alma leve... quando se está feliz demais, a gente canta.. mesmo que seja a Kylie Minogue em alto e bom som na VH1...


How does it feel in my arms?
How does it feel in my arms?
Do you want it? Do you need it?
Can you feel it?
Tell me.
How does it feel in my arms?

Banzai


Bora aprender a fazer sushi....
Sempre gostei muito, dessa vez tiro a barriga da miséria.
Sei não, com morangos, acho que fiquei viciado.
Coloque uma moeda na máquina e pesque sua criança voce mesmo



created at TagCrowd.com


segunda-feira, julho 21, 2008

Merecimento


Algumas vezes quando estou numa fase ruim, costumo ficar me perguntando o que foi que fiz para merecer aquele tipo de punição, seja ela astral, espiritual, divina, etc..... Sempre pensei automaticamente nisso quando a fase era ruim..... agora a fase é extremamente feliz, é extremamente repleta de muita coisa boa e pessoas incriveis, de caráter gigante entre outros muitos outros adjetivos e mesmo assim, seria impossível chegar perto do que é preciso dizer.... Problemas do português....

Hoje me peguei pensando o que teria eu feito de bom pra merecer tanta coisa legal acontecendo de uma vez, e depois de pensar um bom tanto, não cheguei a conclusão nenhuma.... a gente apenas fica resignado. Entendi que esse mesmo sentimento de resignação talvez seja o melhor a fazer quando a situação se inverte.

Fim de semana bom.. eu devia ter postado ontem, mas chegar de viagem tarde da noite, com meia mudança pra trazer do carro e um coração em frangalhos, a gente não aguenta nem pensar em post... Tava online sim, mas era pra matar a saudade.

sexta-feira, julho 18, 2008

Bora Viajar


Chegou a hora mais esperada da semana e eu em especial tava fazendo contagem regressiva. Bora fazer as malas e seguir pro centro geográfico do estado.... tudo tá prometendo, e isso me deixa tenso, pois frequentemente tomamos as maiores decepções onde justamente estavam as maiores expectativas.

 

Memórias afetivas felizes

Dedicado a quem gosto muito.

Uma memória feliz tem um valor inestimável. Que voce possa sorrir agora e muitas outras vezes no futuro. Pelo menos assim é como quero lhe ver sempre.



PS. Te ver pela webcam, rindo como eu desejava, enquanto assistíamos juntos foi muito bom. Post atendido... ahaha

quinta-feira, julho 17, 2008

Fatos



As pessoas são torpes. Isso é fato.
Hoje indo pra academia, estava com o cartao do banco e da academia no bolso da blusa. No espaço de 100 metros percebi que eles cairam do bolso e ja encontrei o da academia, porem nao vi o do banco. Um casal passou por mim enquanto eu procurava pela calçada a noite, e seguiram olhando pra trás... pensei que estivessem estranhando o fato de eu estar procurando algo na calçada.... depois de percorrer o mesmo trecho por várias vezes entendi que provavelmente eles pegaram o cartão e simplesmente resolveram não devolver. Cartão cancelado, novo já solicitado, verbas intactas, fiquei pensando qual é o prazer que um ato como esse proporciona a uma pessoa. Tudo bem, "what goes around, comes around", ou seja, o que vai, tem volta.
Cest la Vie.

quarta-feira, julho 16, 2008

Pânico no trabalho

Acudir a colega que espirrou pela primeira vez após a cirurgia de prótese nos seios, é algo inusitado..... Segundo ela, a sensação das mamas novas balançantes e a dor indescritível não tem preço.

Momento solidariedade....

Fim de semana e reflexões



Legal isso, de repente apareceu um programa de fim de semana. Bora fazer as malas e encarar a rodovia. Contagem regressiva de novo?

Ando sentindo falta disso, de um objetivo a curto prazo de tempo, como por exemplo uma viagem de fim de semana pra ver quem a gente gosta. A cutis agradece.

Grandes conflitos surgem quando a gente menos espera, mas a grande dúvida que fica no ar é sobre o ato de refletir sobre os acontecimentos, suas consequências e próximos passos. Até que ponto é mais importante seguir os caminhos pre-estabelecidos pela sociedade e religião, deixando-se de lado o que se pensa ou o que se sente e o que se deseja? Parece que somos programados pra seguir caminhos pré-estabelecidos que nos são impostos por convenções e por séculos de história da humanidade, como se as mesmas regras e passos fossem os mais certos pra todo mundo. De certa forma isso nos caracteriza como humanos, afinal de contas pra sermos uma sociedade, as regras de comportamento nos são impostas para que teoricamente tenhamos todos o mesmo comportamento. Massificação? Simplicação? Robotização? É mais fácil seguir por caminhos pelos quais já se espera que tenhamos de passar pelos mesmos rituais sempre... somos no fundo ritualistas. Quando transgredimos essas regras nos colocamos numa posição incômoda de nem saber sequer pensar como reagir.

Conclusão: Perde-se muito tempo pensando sem chegar a conclusão nenhuma, ou até mesmo a conclusões que não contemplam todo o universo de possibilidades.... é tipico do ser humano... quanto mais possibilidade temos, mais em dúvida ficamos e baseado nessa montanha-russa de dúvidas, o melhor mesmo é não pensar e deixar que o rumo dos acontecimentos determine os próximos passos. O melhor resumo veio da pessoa que disse que "o futuro a Deus pertence". Curioso pensar que depois de tanta ciência aplicada, acabemos por voltar justamente à visão mais religiosa e menos acadêmica disponível. Mas é reconfortante, é feliz, exatamente como as coisas sempre devem ser. Simples e felizes. É nesse estágio que me encontro. Foda-se o resto.