terça-feira, outubro 10, 2006

Período

Existem certas fases, que todo mundo sabe que são um pouco mais ruins e dificeis, e quase sempre temos duas escolhas: lamentar muito ou calar e resignar-se. Eu prefiro permanecer calado e nesse silencio elegante de menos palavras que o habitual, me sinto mais tranquilo para esperar pelo final da temporada. Acredito na elegância desse ato, além da possibilidade de crescimento pessoal que se oferece. Vou comentar mais como um desabafo que não pretende se repetir, pois não necessita de muita análise dos fatos.
Tive o aniversário de morte de meu irmão. Eu ainda nao tinha me dado conta da data, mas ao lembrar, uma onda de certa tristeza e melancolia me invadiu, trazendo de volta do passado muitos ressentimentos que nao foram bem resolvidos no seu tempo adequado e que hoje permanecem na forma de mágoas semi-esquecidas, que em alguns dias, ressurgem e não trazem boas lembranças. Fica-se numa espécie de limbo letárgico, em que tudo não faz sentido, principalmente por saber que não há solução, então pensa-se sobre o assunto e a vida segue, talvez com um pouco menos de cores naquele período, mas ela segue.
Profissionalmente, tive de tomar uma atitude inédita e desagradável, outro fator que me deixou muito derrubado também. Talvez por ter vivido a experiência do lado oposto por mais de uma vez e saber a quantidade de stress que é imbutido nesse processo. Nada mais justo do que a ação e a reação. Outra informação que me deixou mais pra baixo ainda foi o comentário de um supervisor que disse "não fica assim, voce se acostuma".. Na hora me recordei do texto da Marina Colassanti (Eu sei, mas nao devia) e desejei profundamente não ter de me acostumar pois acredito, com muita convicção, de que nao podemos nos acostumar a coisas ruins. 
O mais alentador de tudo é saber que tudo continua. Que apesar de um pequeno drama pessoal, tudo segue na mesmo velocidade e direção. Talvez com cores um pouco menos vibrantes do que o habitual, mas isso é passageiro. Afinal de contas acho muito bom saber que o universo não conspira apenas contra a minha pessoa nesta montanha russa alucinada. Prenda a respiração e segure-se bem.... lá vem outra subida vertiginosa, e se eu tiver sorte, talvez um looping logo em seguida. Nada melhor que isso; viver perigosamente, um dia após o outro. :-)
 
Trilha sonora do momento: Sweet Caroline 2006 - The Partyjokes

2 comentários:

  1. Com uma noite espremida no meio, ainda bem!! Rs... Beijo!!

    ResponderExcluir
  2. MARCELO BATATA1:01 AM

    MARCO "DÊ AO MUNDO O MELHOR DE VOCÊ
    MAS ISSO PODE NÃO SER O BASTANTE.
    DÊ O MELHOR DE VOCÊ ASSIM MESMO.
    VEJA VOCÊ QUE NO FINAL DAS CONTAS,
    É ENTRE VOCÊ E DEUS. NUNCA FOI ENTRE VOCÊ E AS OUTRAS PESSOAS.
    " MADRE TEREZA DE CALCUTÁ"
    FELIZMENTE A VIDA SEGUE EM FRENTE.

    ResponderExcluir